Cientistas da Universidade de Londres realizaram escaneamento de papiros de 2.000 anos para revelar o texto presente neles. As letras foram decifradas graças à pasta e ao gesso, utilizados para mumificação

Não obstante, os pesquisadores conseguiram escanear papiros de forma legível. Para testar a tecnologia, foi escaneado um sarcófago no museu do castelo de Chiddingstone (Reino Unido).

A análise permitiu que os cientistas descobrissem a palavra “Irethorru” – um antigo nome egípcio – escrita no papiro, o que significa “o olho de Horus é contra os meus inimigos”.

A nova tecnologia permite com que egiptólogos tenham acesso à verdadeira história do Antigo Egito, segundo declara à emissora BBC Adam Gibson, pesquisador-chefe do projeto.

[Sputnik]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here