Movido pelo desejo de melhorar as condições de vida dos seus vizinhos, Huang Dafa, o líder de uma aldeia encravada nas montanhas da província chinesa de Guizhou, dedicou 36 anos da sua vida a um ambicioso projeto de levar água potável para o seu vilarejo. Para tanto, era preciso construir um canal com quase 10 quilômetros de extensão, serpenteando a encosta de montanhas com centenas de metros de altura.

Sem conhecimento técnico e as ferramentas adequadas, em 1959, quando tinha 23 anos, ele convenceu os moradores da localidade a construírem um canal artificial até onde corria o curso-d’água mais próximo. O túnel até chegou a ser feito; no entanto, apesar de todos os esforços, não foi encontrado o elemento natural do outro lado.

Tudo indicava que, após o imprevisto, Huang desistiria da empreitada de levar água até a sua aldeia, que há anos enfrentava uma severa estiagem e a diminuição da oferta de água nos açudes e poços da região. Contudo, obstinado, ele foi atrás de conhecimento para transformar o desejo comunitário em realidade e se matriculou em um curso de Engenharia em uma cidade próxima.

De volta ao vilarejo na década de 1990, ele novamente recebeu o apoio dos aldeões para reiniciar os trabalhos de construção do imenso canal. Segundo informações do China Daily, Huang se dedicava tanto ao projeto que não esteve em casa quando a irmã e uma filha faleceram. “As equipes de construção não saberiam como proceder se ele não estivesse lá”, disse Huang Binquan, filho do visionário construtor. 

Em 1995, após superar incontáveis obstáculos, como o difícil acesso em casos de resgate e a precariedade dos equipamentos de trabalho, o canal de água foi finalmente concluído, beneficiando cerca de 1,2 mil pessoas. Aos 82 anos, Huang Dafa é tido atualmente como um herói regional: os moradores locais têm por ele um indescritível sentimento de gratidão.

 

[MegaCurioso]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here