Depois que as leis de Newton se mostraram ferramentas poderosíssimas para explicar a realidade física, muitos cientistas e filósofos começaram a encarar o universo como um mecanismo de relógio: não havia um aspecto sequer desta grande máquina que não pudesse ser calculado com precisão. A natureza era composta por engrenagens, e cada uma delas era regida por leis previsíveis. Apesar de a concepção ser elegante, hoje sabemos que as coisas simplesmente não funcionam dessa maneira.

Talvez inspirada por esta visão atraente do cosmos, uma joalheria francesa resolveu levar a ideia ao pé da letra e desenvolveu um relógio altamente sofisticado que retrata em tempo real os movimentos dos seis planetas que podemos ver a olho nu – Mercúrio, Vênus, a própria Terra, Marte, Júpiter e Saturno.

Os planetas, representados por pedras esféricas semipreciosas, estão inseridos em discos diferentes feitos de aventurina. Isso permite que cada um deles gire em torno do sol em uma velocidade equivalente à real. Mercúrio, por exemplo, demora 88 dias para completar uma órbita, enquanto Saturno leva 29 anos. As horas são mostradas por uma delicada estrela cadente logo abaixo dos números, que leva 24 horas para percorrer a circunferência inteira.

Um dos caprichos do relógio permite que o dono escolha o seu “dia de sorte” no ano – basta girar o anel exterior e posicionar a seta vermelha na data escolhida. Quando o dia chegar, a Terra (em azul claro) estará sob a estrela branca gravada no cristal protetor.

A caixa do relógio chamado Midnight Planétarium é feita de ouro rosê, e envolve um mecanismo automatizado que contém 396 componentes. O preço de uma maravilha destas? Cerca de 245 mil dólares, ou quase 700 mil reais. É um item de luxo que definitivamente não cabe no bolso de qualquer amante do espaço. Se você tiver este dinheiro todo para gastar e quiser ter o sistema solar em miniatura no seu pulso, temos uma boa notícia: a joalheria Van Cleef & Arpels tem uma butique em São Paulo.

placeholder://

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here