Um estudo realizado por cientistas da Universidade Nacional da Austrália afirma que vidas que se desenvolveram em diversos planetas em formação podem ter sido extintas por causa de condições climáticas extremas.

O relatório diz que muitas formas de vida não conseguem ultrapassar os primeiros estágios do seu desenvolvimento, motivo pelo qual nunca chegam a se transformar em organismos mais complexos.

“A vida que começa a surgir em todos esses planetas rochosos e úmidos desaparece, seja por colisões de grandes proporções ou pela incapacidade de sobreviverem aos efeitos estufa ou de glaciação”, explicou Charley Lineweaver, coautor do estudo.

De acordo com os cientistas, é justamente a fragilidade das primeiras formas de vida o que impede que os micro-organismos evoluam na velocidade necessária para sobreviver às adversidades do seu meio.

A pesquisa foi apresentada como parte dos preparativos para a inauguração de um grande telescópio na Austrália, cujo objetivo é encontrar vida extraterrestre.

[History]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here